quinta-feira, 4 de março de 2010

Trajetória Acadêmica: o desejo pela Pedagogia



A princípio, nunca me imaginei em um curso de nível superior, foi algo que foi nascendo aos poucos. Vendo meus colegas e outras pessoas ingressando na universidade, e também a necessidade de se ter uma profissão; então daí nasceu o desejo. Decidi cursar Pedagogia não por falta de opção, mais porque já se identificava com área, apesar de nunca ter ensinado em uma instituição escolar regular antes de ter entrado na universidade, mas ensinava na escola bíblica na igreja da qual faço parte.
Iniciei o curso no semestre de 2006.1com muitas expectativas acerca do que o curso poderia me oferecer. No primeiro semestre começamos com uma visão muito “ingênua” a respeito da educação e tudo o que está ligado a ela. Posso dizer que considero o curso de Pedagogia como um dos cursos de licenciatura mais completos, apesar de possuir muitas falhas em sua estrutura curricular, mas mesmo assim as discussões proporcionadas nos trazem nova visão não só acerca da educação, mas do mundo, pois não trata só da parte, mas de um todo, proporcionado a nós educadores saberes que sempre nos serão úteis não só no contexto educacional, mas em nossa vida como ser humano.

As disciplinas e os professores que até então passaram pelos semestres estudados contribuíram de certa forma com minha formação acadêmica que ainda está em processo, desde o primeiro semestre até o atual, tivemos professores que foram verdadeiros mestres, outros que poderiam ser melhores, mas até com estes aprendemos a refletir sobre que tipo de profissional iremos ser.

Não me arrependo da escolha que fiz, pois vejo como esta profissão (professor) é algo que ao longo do curso, percebi que é uma das mais belas e ao mesmo tempo difíceis carreira a ser seguida. A responsabilidade do profissional da educação infantil é muito grande, por isso se faz necessário que o mesmo tenha a consciência do seu papel social.

O estágio supervisionado é o momento dessa reflexão. É o momento de refletir em que tipo de professor seremos . Segundo Lima (2003) o trabalho é um princípio educativo e ao realizar a sua ação docente, o professor aprende também e vai construindo o seu conhecimento. E isso implica dizer, que este trabalho educativo está situado no movimento de articulação entre a teoria e a prática pedagógica em que constitui a identidade docente.

A disciplina Práticas Pedagógicas em Educação infantil, tendo como regente a professora Lílian Fonseca, teve uma importância muito grande para o bom desenvolvimento do nosso estágio. Nos proporcionou momentos de interação e reflexão em sala de aula e troca de conhecimentos sobre a prática docente. Sendo assim é uma disciplina essencial para o curso de pedagogia.















2 comentários:

  1. Thiara,
    A sua história de vida é linda como você.
    Continue sendo essa pessoa maravilhosa, acredito que quando tiver a oportunidade de atuar na área fará a diferença, pelo seu compromisso ético.

    ResponderExcluir
  2. Oi linda!

    Os saberes que vc narra da Pedagogia, são saberes da Ciência da Educação. Esses saberes são de extrema importância na sua formação. Entretanto, precisamos agregar a ele os outros saberes que o Gauthier pesquisou: disciplinares, da ação pedagógica, experiência, curricualres etc.

    ResponderExcluir